Tudo o que Precisas de Saber sobre o Novo Regulamento Geral de Proteção de Dados

Tudo o que Precisas de Saber sobre o Novo Regulamento Geral de Proteção de Dados - euDigital - Agência de Marketing Digital Porto
É já no próximo mês que entra em vigor o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados.
Já estás a par das principais mudanças?

O novo Regulamento Geral de Proteção de Dados vai entrar em vigor no próximo dia 25 de maio.

Se achas que este artigo não é importante, é melhor reconsiderares. Afinal, está mais que na hora de preparar a tua empresa para estas mudanças!

Vamos começar por explicar o porquê deste novo regulamento!

A proteção dos dados pessoais é um dos direitos fundamentais. No entanto, com a evolução tecnológica e a globalização surgiram novos desafios. Foi para garantir a proteção e respeito deste direito que foi criado um quadro de proteção mais sólido e coerente.

Também é importante perceber que o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados aplica-se a toda a União Europeia.

Vamos conhecer as principais alterações que deves começar a preparar?

As principais mudanças do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados

Aplica-se à União Europeia

Como já dissemos, o Regulamento Geral de Proteção é aplicado à União Europeia. Por isso mesmo, esta legislação envolve qualquer empresa ou organização que recolhe dados dentro da UE.

Atenção: isto aplica-se também a empresas que não tenham qualquer atividade comercial dentro da comunidade europeia.

O novo conceito de “Pseudoanonimato”

O “pseudoanonimato” é um novo conceito criado pelo RGPD. As empresas devem criar mecanismos para que os dados pessoais tratados não sejam atribuídos à pessoa em questão. Isto garante o anonimato dos utilizadores apesar do acesso aos seus dados pessoais.

Transparência nas intenções

Lembras-te de quando subscrevias a newsletter de uma empresa e começavas a receber emails de outros negócios relacionados? A partir de maio isso passa a ser proibido!

A transparência de intenções é uma das principais alterações do Regulamento Geral de Proteção de Dados! Por isso mesmo, as empresas são obrigadas a informar os utilizadores da forma como os seus dados vão ser tratados.

O novo conceito de dados pessoais

O RGPD também vai alargar o conceito de dados pessoais. Até agora, estes resumiam-se ao nome, número de telefone e morada. A partir de maio, informações como o endereço IP e a identificação dos dispositivos são também considerados dados pessoais.

Eliminação dos dados pessoais

O novo Regulamento Geral de Proteção de Dados veio reforçar o “direito a ser esquecido”. As empresas devem, por isso, criar mecanismos para que os dados pessoais sejam eliminados, caso o utilizador faça este pedido.

Estas novas regras podem parecer uma grande dor de cabeça para a tua empresa, mas existe um motivo muito forte para as cumprires!

As empresas que não cumpram estes requisitos estão sujeitas ao pagamento de coimas. As multas podem ascender aos 20 milhões de euros ou até 4% do volume de negócios anual a nível mundial!

Regulamento Geral de Proteção de Dados:
Cuidados a ter

Antes de maio, é importante que prepares a tua empresa para a nova legislação. Nós temos algumas dicas que te podem ajudar!

Redefine as políticas de privacidade

Uma das alterações do novo Regulamento Geral de Dados é a alteração das políticas de privacidade das empresas. O consentimento implícito para o tratamento de dados vai deixar de ser legal.

Por isso mesmo, é importante que avises os teus clientes, seguidores e subscritores sobre o tratamento dos seus dados pessoais. Este aviso deve incluir informações como a entidade que trata os dados, o objetivo da recolha, onde pode fazer reclamação, o prazo de conservação dos dados  e o contacto da pessoa responsável por este tratamento.

Pede autorização para manter os dados

Vai passar a ser obrigatório ter o consentimento dos utilizadores para incluir os dados pessoais numa base de dados. Para cumprir este passo, deves enviar um email para todos os contactos para que envias newsletters/campanhas a pedir autorização para manter o contacto deles na base de dados da tua empresa.

Usa uma linguagem clara

É importante que uses uma linguagem clara e objetiva nos avisos de tratamento de dados. Não deixes margem para dúvidas. Os utilizadores devem ser capazes de entender, de forma simples e clara, a informação que estás a transmitir.

Atenção: o consentimento através de checkbox pré-selecionadas vai deixar de ser permitido.

Mantém um registo do tratamento de dados

O novo Regulamento Geral de Proteção de Dados exige que as empresas mantenham um registo das atividades de tratamento de dados pessoais. A qualquer altura, o órgão responsável pelo cumprimento desta legislação, pode exigir consultar este registo.

Agora que já sabes todo o trabalho que tens pela frente, está na hora de por mãos à obra!

Não te esqueças de enviar uma newsletter a informar os teus clientes da nova política de privacidade. Claro que, para isso, também podes contar connosco!

Precisas de um parceiro para criar campanhas de email marketing à tua medida?